[Dia do Cliente!]

Hoje, dia 15 de setembro, é celebrado o Dia do Cliente. A data foi criada em 2003 pelo empresário João Carlos Rego, no Rio Grande do Sul, com o intuito de estreitar o relacionamento entre empresas e consumidores.

Diferentemente das demais datas, esta é bem abrangente, já que não engloba um público determinado, como acontece por exemplo com Dia dos Pais, Dia das Mães e Dia das Crianças. Praticamente todos somos cliente em algum momento.

E se você ficou na dúvida, pois parece que já teve esta data este ano, não se espante. Mundialmente, no dia 15 de março é comemorado o Dia do Consumidor, que teve origem em 1962, com um discurso realizado pelo ex-presidente dos Estados Unidos John Kennedy. Já o Dia do Cliente é genuinamente brasileiro! E por que não comemorar duas vezes uma data que homenageia pessoas e empresas tão especiais como são os clientes, não é mesmo? São eles que mantém a economia dos negócios saudável.

Na RS Serviços, o Dia do Cliente é uma oportunidade a mais no ano para agradecer a confiança que os parceiros têm com relação à empresa. “Nas questões comerciais, também trabalhamos sempre com descontos especiais que atraem quem está do outro lado da mesa”, conta Wendy Tavares, coordenadora de relacionamento comercial da RS Serviços. Ela, que entrou na empresa justamente no Dia Do Cliente, relembra seu primeiro dia de trabalho. “É uma data com um teor sentimental para mim. Me lembro até hoje a loucura que foi o meu primeiro dia de treinamento como assistente de vendas. A minha antiga coordenadora não conseguiu ficar 10 minutos comigo, pois os clientes não paravam de ligar para aproveitarem os descontos daquele 15 de setembro de 2014. Foi um dia muito enérgico e que fez com que eu tivesse certeza que era aquilo que eu queria para a minha vida”.

Aumento das vendas

De acordo com a Pesquisa para o Dia do Cliente 2021 feita pela Social Miner, que coletou informações para verificar o que o cliente espera da data, 71% das pessoas irão atrás de itens de necessidade com melhores preços. Além disso, 47% dos entrevistados pretendem comprar algo, 34% estão em dúvida e apenas 19% não pretendem comprar nada.

Além disso, em relatório realizado pela mesma entidade sobre o Dia do Cliente e Semana Brasil em 2020, houve faturamento de Faturamento de R$ 5,3 bilhões ano passado, o que demonstrou crescimento de 65% em relação a 2019.

Semana Brasil

O Dia do Cliente vem na sequência da Semana Brasil, criada pelo Governo Federal em 2019, e que neste ano ocorreu entre os dias 3 e 13 de setembro. A campanha visa estimular a economia por meio de promoções e ofertas no comércio. De acordo com informações do site do governo e com base no impacto das últimas duas edições do evento, este ano os resultados devem ser mais relevantes, pois estamos em um momento de recuperação do crescimento do país.

O Governo Federal realizou a Semana Brasil 2021 com o tema “Vamos em frente com cuidado e confiança”, em parceria com a IDV – Instituto para Desenvolvimento do Varejo, ACSP – Associação Comercial de São Paulo e com o apoio de diferentes entidades.

Os deveres do cliente

Vale ressaltar que, o Brasil tem uma das mais avançadas legislações sobre o direito do consumidor no mundo, quer seja pelo Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078, de 11 de Setembro de 1990), quer seja pelas demais legislações especiais que tratam da matéria.

Neste cenário, a população brasileira aprendeu ao longo dos anos a falar sobre os direitos dos consumidores, contudo, temos que observar aquela premissa “todo direito é acompanhado de um dever”, até porque, nem sempre o consumidor tem razão. E você sabe quais são os deveres do consumidor?

Essa matéria não possui capitulo próprio no Código de Defesa do Consumidor, entretanto, toda relação comercial deve ser baseada na boa fé das partes. O consumidor pode pleitear seus direitos, mas não de forma abusiva.

Abaixo, elencamos alguns deveres dos consumidores:

Dever de cumprir o contrato assinado, inclusive com o pagamento devido;
Dever de resistir às práticas comerciais agressivas ou fraudulentas;
Dever de ficar atento aos termos dos contratos que assina e questionar, antes da assinatura, qualquer dúvida que possa ter sobre os termos ali colocados;
Dever de usufruir as facilidades de crédito com a máxima transparência e responsabilidade;
Dever de se atentar aos prazos de validade e/ou de troca.
Exigir seus direitos é fundamental, porém, na qualidade consumidor, você está cumprindo seus deveres ou somente exigindo seus direitos?