[Retorno ao trabalho presencial exige medidas de segurança]

Muitas empresas estão retomando o trabalho presencial. Apesar da sensação de insegurança que acomete a muitas pessoas, se forem tomadas as medidas corretas e necessárias é possível ter um ambiente de trabalho tranquilo e seguro.

Todos nós sabemos o quanto o mercado de trabalho foi impactado pela pandemia no mundo inteiro. Desde meados de março, vivenciamos mudanças drásticas que exigiram novos comportamentos para proteção da saúde. É certo que a vida nas empresas e nos escritórios nunca mais será a mesma e os reflexos do longo tempo em home office continuarão a impactar o mercado.

O ambiente de trabalho, que retoma aos poucos para a forma presencial, está agora repleto de normas de conduta e de novos protocolos de convivência.

Os procedimentos incluem, entre outras medidas, a intensificação dos cuidados com limpeza, higienização e desinfecção, tarefa que deve, preferencialmente, contar com o reforço de profissionais treinados de acordo com a nova realidade.

Além disso, a organização do espaço com distanciamento maior entre mesas e estações de trabalho separadas por acrílicos, dispensadores de álcool em gel distribuídos por toda a empresa para desinfecção das mãos e uso de máscaras passam a fazer parte da rotina.

 

Retorno gradual ao trabalho
As mudanças não são apenas físicas. Envolvem novas formas de organização e de comunicação. Se, por um lado, o espaço de trabalho precisa ser adaptado a novas regras e necessidades, por outro, o papel dos líderes e a forma como a empresa se comunica são postos à prova.

Sendo assim, além das medidas sanitárias, é preciso considerar também o equilíbrio e a flexibilidade.
A primeira recomendação das entidades internacionais é que as empresas voltem com seus colaboradores ao local de trabalho de forma gradual. Estamos acompanhando o retorno de muitos clientes com a intercalação de equipes e está funcionando bem.

Isso possibilita manter o distanciamento social nos primeiros dias e também dá tempo para as empresas analisarem o comportamento e a produtividade das pessoas na fase inicial da retomada.
Sinalizar e orientar os colaboradores sobre os novos cuidados por meio de comunicação visual é sempre uma boa estratégia.

Para isso, as empresas precisam disponibilizar informações em pontos de maior visibilidade, além de usar a comunicação digital e estratégias de endomarketing para advertir sobre a importância das práticas de prevenção e combate a riscos associados ao COVID-19.

 

Novas rotinas de trabalho, produtos e equipamentos
Pesquisadores da American Society of Microbiology detectaram que a contaminação de uma única mesa ou maçaneta de porta pode resultar na propagação do vírus pelos escritórios de todo um edifício por exemplo.
Além da limpeza e desinfecção, diversas medidas básicas precisam ser adotadas, independente do tamanho da empresa ou do número de colaboradores que possui. Entre elas estão:

1 – Manter a ventilação natural sempre que possível;

2 – Promover ou reforçar limpeza de sistemas de ventilação e ar condicionado;

3 – Privilegiar reuniões remotas e incentivar trabalhos de grupo que não sejam presenciais;

4 – Na impossibilidade das reuniões remotas, a opção deve ser a utilização de salas ou espaços maiores e ventilados que assegurem um distanciamento de 1,5 metros entre as cadeiras, além do uso de máscaras e assepsia sistemática das mãos de cada participante.

 

RS dá o exemplo
A RS Serviços é uma empresa classificada no grupo dos serviços essenciais, sendo assim, tanto os colaboradores dos postos quanto os do administrativo não pararam em nenhum momento. Para manter o atendimento excelente aos clientes e colaboradores, foram adotadas as mesmas práticas que recomendam a todos os clientes, com base nas orientações da OMS.

“A desinfecção, por exemplo, entra como uma ação intensiva e complementar após a limpeza prévia. Para isso utilizamos um pulverizador para aplicação do peróxido de hidrogênio, o mesmo produto utilizado na desinfecção hospitalar e considerado um dos mais eficientes”, conta o CFO, Clovis Keller. A desinfecção pontual ou de forma fixa tornou-se um novo serviço oferecido aos clientes.

Mas não é só. A empresa adotou como rotina a medição de temperatura, o uso obrigatório de máscara, a disponibilização de álcool em gel em todos os pontos estratégicos e de uso comum e incentiva a higienização sistemática das mãos.

“Enfatizamos os cuidados essenciais através de avisos por todo ambiente e intensificamos a divulgação em todos os demais canais de comunicação direta. São medidas que hoje já fazem parte da nossa estratégia de negócio”, comenta Renata Pirolo, Coordenadora de Marketing.

Outra ação que está trazendo bons resultados para a RS é a divisão da responsabilidade dos cuidados com o espaço de trabalho com os próprios colaboradores.

“Cada um higieniza sua mesa e seus equipamentos com a maior frequência possível, nossos colaboradores estão engajados nas ações de prevenção. Acreditamos que para vencermos qualquer dificuldade o trabalho em equipe, apoio de todos e compreensão das decisões a serem tomadas são essenciais para superarmos os obstáculos e neste momento de crise mundial, não seria diferente ”, conta o executivo.

Conte com a RS Serviços para a implantação e de todos os protocolos de saúde e segurança sanitária nesta retomada.